ENTRE SOMBRAS

Instalação em torno do filme “Entre Sombras”, incluindo construções com vários tipos de materiais, adereços usados na rodagem do filme, uma canção que integra a banda sonora, dispositivo de karaoke e projeção de ‘making of’.

"Entre Sombras" é um filme ‘neo-noir’ que adota a estética do preto e branco e imagética dos anos 40. Inspirando-se na ‘art déco’ e no surrealismo, de forma a criar uma narrativa com cariz feminista, que utiliza estereótipos do cinema para os desconstruir de forma original e desafiante. O bar “Private Eye” é o espaço cénico do filme onde a acção melhor assume este registo, quer pelo ambiente surreal que o anima, quer pelo facto de ser ali que Natália, a protagonista, embarca na arriscada aventura proposta. Nesta exposição partilhamos este espaço, dando a oportunidade de vivenciar e experimentar o filme tendo como pano de fundo a canção do filme (de Pedro Marques), mas também a diversidade de objetos e materiais apresentados nos bastidores e que serviram à cinematografia de “Entre Sombras”.

Alice Guimarães
Especializou-se em artes digitais, no curso de Som e Imagem, da Escola das Artes da Universidade Católica Portuguesa. Desde então tem trabalhado em várias técnicas de animação, por vários meios, desde publicidade para empresas como a Sonae, o Intermarché ou a editora Leya, como também em cinema de animação, recebendo alguns prémios pelo caminho, como por exemplo com o filme “A incrível História das Linhas de Torres Vedras”.

Mónica Santos
Estudou na Royal College of Art, Communication art & design, Londres, onde também foi bolseira da Fundação Calouste Gulbenkian. Versátil em ambas as visões teóricas e práticas sobre cinema, Mónica teve apresentações dos seus filmes em Portugal, Reino Unido, França e Itália, assim como, presentemente, encontra-se a fazer o doutoramento em estudos cinematográficos. Além de trabalhar em imagem real e animada, realizou várias ilustrações para vários periódicos como o JN, DN, Jornal i, Expresso, Visão, entre outros.

© 2019 Curtas Vila do Conde