A Solar – Galeria de Arte Cinemática já é, tanto no contexto nacional como internacional, um espaço de referência para a experimentação num campo artístico que se situa entre o cinema e as outras artes, onde o cinema se questiona e reinventa no cruzamento com diferentes expressões artísticas. É neste território expandido que se tem desenvolvido uma grande diversidade de propostas de exposição, nas quais prevalece uma forte relação das obras apresentadas com a especificidade do espaço arquitetónico existente. É neste território que nos encontramos e ao qual regressamos todos os anos, em particular nas exposições que se inauguram simultaneamente durante o Curtas Vila do Conde. Esta oportunidade permite conceber uma programação mais completa, articulando a exposição na galeria com a exibição de um programa paralelo de filmes, conversas ou visitas guiadas pelos artistas, que ocorrem durante o período do Curtas. Ao longo dos últimos anos, temos vindo a lançar desafios a realizadores, com trabalho desenvolvido essencialmente na área do cinema, para conceberem e desenvolverem propostas originais, pensadas exclusivamente para o espaço da Solar. Foram os casos de Apitchatpong Weerasethakul (2006), Peter Tscherkassky (2006) ou a dupla João Pedro Rodrigues e João Guerra da Mata (2016).

Be Your Selfie resulta dum novo desafio proposto a Diogo Costa Amarante, vendedor do Urso de Ouro na Berlinale de 2017, para criação dum projeto de cariz expositivo concebido propositadamente para a Solar. O realizador, com uma importante e reconhecida obra cinematográfica desenvolvida em curta-metragem, tem uma forte ligação à história recente do Curtas. A conceção da exposição partiu duma série de materiais filmados por Diogo Costa Amarante em viagens de férias e outros momentos ociosos, a partir dos quais reuniu um conjunto de 13 peças-vídeo que desafiam os visitantes da Solar a empreender uma viagem entre o espaço da galeria e os elementos apresentados nos diferentes vídeos. O percurso desenvolvido para a apresentação das peças-vídeos propõe relações diferenciadas do espectador através de projeções isoladas, e outras onde as imagens se contaminam, proporcionando uma experiência surpreendente e plena de diversão, através de um desenho que surpreende os visitantes. Em paralelo à exposição, será apresentado um programa de cinema durante o Curtas, no Teatro Municipal de Vila do Conde, onde se inclui, em antestreia nacional, “Luz de presença”, filme recentemente apresentado na competição de curtas-metragens da Berlinale, e por uma Carta Branca ao realizador, para a qual selecionou um surpreendente conjunto de filmes, de diferentes períodos da história da arte e do cinema, que estabelecem relações com o processo da conceção da exposição desenhada para a Solar. Ainda durante o Curtas, Diogo Costa Amarante participará numa conversa aberta e conduzirá uma visita guiada à exposição Be Your Selfie.


© 2021 Curtas Vila do Conde