Amélia & Duarte

Alice Guimarães e Mónica Santos
Portugal e Alemanha, 2015, ANI, HD, Cor, 8'30''


Nesta história, somos guiados através do relacionamento de Amélia e Duarte, duas pessoas que se separaram e estão a tentar lidar com os sentimentos que vêm depois do final de uma relação.

Seu relacionamento tem a forma de uma caixa de arquivo e o seu conteúdo ilustra a história sobre o seu fim. Somos conduzidos pelas várias formas como ambos lidam com a separação como eles tentam dividir, destruir e apagar as memórias de cada um.

O filme é feito em pixilação e stop-motion e tem uma ambiência Technicolor da década de 50, retratando não só o surrealismo das ações dos protagonistas, mas também proporcionando uma impressão cromática irónica sobre o fim do amor.



“Amélia & Duarte” é um filme de animação que conta uma outra perspectiva sobre as histórias de amor e os seus finais. As técnicas principais do filme são a pixilação e o stop-motion, técnicas que se adequam às metáforas de separação e esquecimento presentes na narrativa.
Esteticamente, o filme tem um ambiente retro e Technicolor que também transparece na exposição, contrastando, assim, as cores vibrantes desse processo com a temática sombria da separação dos dois protagonistas.

Esta exposição mostra o universo do fim do amor destes dois personagens. Como no filme, o mundo de Amélia e Duarte separa-se nos espaços que habitam: se de um lado Amélia usa linhas mais curvas, motivos florais com apontamentos rosa, vermelho e bege, Duarte tem os elementos geométricos como recursos estéticos e o verde, azul turquesa e o ocre como paleta de cores.
A juntar os dois mundos temos o arquivo, onde são colocadas as memórias tanto da relação da Amélia e Duarte como de outros personagens.

O intuito tanto do filme como da exposição é, através dos protagonistas e dos seus cenários, explorar o mundo surreal do filme, onde os objetos e a sua interação se tornam numa metáfora de sentimentos.
Juntando alguns elementos emblemáticos do filme e outros feitos de propósito para a exposição, esta abre o universo de “Amélia & Duarte” ao público, para que todos possam partilhar esta narrativa.

Alice Guimarães e Mónica Santos

© 2019 Curtas Vila do Conde