"Untitled", Sandra Gibson / Luis Recoder, 2008, EUA, performance com 2 projectores 16mm, som Olívia Block

Um frame minimalista e monocromático é projectado através de um vidro fosco sujeito a um sistema de humidificação. O vaguear do frame que é projectado altera o seu curso, dobrando-se aqui, deflectindo-se ali – distorcendo-se através da escuridao num abismo cinematográfico. Nos seus trabalhos de colaboração, Sandra Gibson e Luis Recoder empregam meios mecânicos simples para fins elaboradamente hipnóticos. Loops de 16mm, sprays, gel de cores, lentes desfocadas e sombras feitas com as mãos combinam-se, através de receitas ensaiadas, em esculturas de luz que se movem lentamente: campos de cor mutantes, auras angelicalmente brancas, penumbras que se dissipam, linhas verticais pulsantes. Construídas sobre os ritmos ocultos da projecção, o seu trabalho retem uma escala pessoal e humana mesmo quando o espectador sucumbe aos seus poderes transportadores. As suas performances derretem o materialismo do projector transformando-o em experiências etéreas. A versão performance do projecto "Untitled" foi apresentada no 16º Curtas Vila do Conde - Festival Internacional de Cinema, Sala Dois/ Manco d'Areia, Terça, 8 de Julho, 22:00
 
Comissariado: José Nuno Rodrigues Organização e produção: Curtas Metragens CRL Equipa de Produção: Davide Freitas, João Lopes, Jorge Barbosa, Pedro Cardoso, Pedro Moura Apoios e Divulgação: Hugo Ramos, Raquel Moreira Alto Patrocínio: Câmara Municipal de Vila do Conde, Ministério da Cultura, Instituto do Cinema e do Audiovisual Apoio: Instituto Português da Juventude Design gráfico: R2 design

© 2017 Curtas Vila do Conde