ANIMAR 11

20 Fev- 05 Jun

O ANIMAR propõe novas ferramentas, meios e metodologias que introduzem o princípio de aprender através de uma experiência participada. É, assim, uma proposta inovadora de sensibilização para a arte, descodificação da imagem e mobilização de saberes transversais, estimulando a imaginação através do princípio de aprender a brincar. A exposição ANIMAR 11 parte dos materiais, adereços, personagens cenários e dos mais diversos elementos que fizeram parte do processo de produção de três filmes de animação como NOSSA SENHORA DA APRESENTAÇÃO de Abi Feijó, Alice Guimarães, Daniela Duarte e Laura Gonçalves; PAPEL DE NATAL de José Miguel Ribeiro; e AMÉLIA & DUARTE de Alice Eça Guimarães e Mónica Santos. Procurou-se uma abordagem criativa à apresentação dos aspectos mais significativos da produção dos filmes através do desenvolvimento de dispositivos diversificados, surpreendentes e interativos, nos quais se exploram as relações de causa e efeito que as diferentes expressões, visuais e sonoras, estabelecem com a estrutura narrativa dos filmes.

Nossa Senhora da Apresentação

Nossa Senhora da Apresentação

Nossa Senhora da Apresentação

Abi Feijó, Alice Guimarães,

Daniela Duarte e Laura Gonçalves

Portugal, 2015, ANI, HD, Cor, 6’
O resgate de um poema, escrito pelo neorrealista Álvaro Feijó em 1940, trá-lo de volta aos dias que o imitam. Instalando-se lentamente no coração de homens e mulheres, tornando-os refém da sua Graça, ei-la revelando toda a sua natureza, ao mesmo tempo que pronuncia, sem misericórdia, o seu nome.

Papel de Natal

Papel de Natal

Papel de Natal

José Miguel Ribeiro

Portugal, 2015, ANI, HD, Cor, 30’
Dodu, um destemido bonequinho de cartão, Camila, uma amorosa menina de 8 anos e Sana, um Pai Natal de todos os dias, resgatam o pai de Camila das garras do monstro Desperdício, reciclando o papel de embrulho dos presentes de Natal e respirando em sincronia com todas as florestas do Céu e da Terra.

Amélia & Duarte

Amélia & Duarte

Amélia & Duarte

Alice Guimarães e Mónica Santos

Portugal e Alemanha, 2015, ANI, HD, Cor, 8’30’’
Nesta história, somos guiados através do relacionamento de Amélia e Duarte, duas pessoas que se separaram e estão a tentar lidar com os sentimentos que vêm depois do final de uma relação. Seu relacionamento tem a forma de uma caixa de arquivo e o seu conteúdo ilustra a história sobre o seu fim. Somos conduzidos pelas várias formas como ambos lidam com a separação como eles tentam dividir, destruir e apagar as memórias de cada um.

© 2017 Curtas Vila do Conde