DRIPPING HAND – EROSÃO

Daniel Barroca, 2010, video pal, cor, stereo, 2’00’’

DRIPPING HAND – MUTILAÇÃO

Daniel Barroca, 2010, video, cor, stereo, 0’48’’
câmara: Mauro Cerqueira

A destruição de uma imagem é a criação de outra. A destruição de uma coisa é a criação de outra. Foi em Maio que pendurei uma réplica da minha mão em barro cru numa viga de ferro que trespassava as paredes do meu quarto. Enchi-a de um líquido negro que a foi corroendo por dentro até jorrar descontroladamente para o chão. Esse fluxo destruiu-a por completo e o vídeo que aqui é apresentado é o único registo desse instante. Meses mais tarde pendurei outra réplica da minha mão em barro cru no tecto de um espaço esconso da baixa do Porto e destrui-a com a minha outra mão, o segundo vídeo que aqui é apresentado é o único registo desse instante.

Daniel Barroca


Daniel Barroca (Lisboa em 1976). Estudou Artes Plásticas na Escola Superior de Arte e Design das Caldas da Rainha, entre 1996 e 2001. Fez o programa de Projecto Individual em Artes Plásticas do Ar.Co em 2002 em Lisboa. Em 2004 esteve na Academia de Espanha em Roma (Itália) como artista residente no âmbito do Prémio para a Jovem Criação no Domínio das Artes Plásticas da União Latina 2003/04. Entre 2008 foi artista residente no Künstlerhaus Bethanien com o a bolsa João Hogan atribuída pela Fundação Calouste Gulbenkian. Em 2010 será um dos artistas residentes na Rijksakademie van Beeldende Kunsten em Amesterdão. Desde 2001 tem mostrado o seu trabalho em exposições individuais e colectivas e em sessões de vídeo e cinema experimental. Destas destacam-se “Espiritismo” integrada na LisboaPhoto em 2003, “Prémio EDP Novos Artistas 2003” no Museu de Arte Contemporânea de Serralves, “Estilhaço” na Fundação Carmona e Costa, “Lama” no Museu da Electricidade / Fundação EDP, “Reality Crossings” na Manheim Künsthalle, “Documento.Projecto.Ficção” na Fundação Eugénio de Almeida em Évora, “Soldier Playing With Dead Lizard” no Künstlerhaus Bethanien em Berlim e “Movie Painting” no NCCA em Moscovo. Apresenta agora o seu trabalho na Galeria Fernando Santos no Porto, e ainda em 2009 na galeria La Diagonale em Roma e na QBox Gallery em Atenas.

© 2017 Curtas Vila do Conde