Ocean Bazar

9 a 17 de Julho

Abertura da Exposição
Sábado : 9 de Julho : 18h00 : com a presença das artistas

Ocean Bazar é um projecto multimédia que resulta da colaboração de duas artistas e realizadoras de cinema, Vivian Ostrovsky e Silvi Simon. A instalação, criada a partir de filmes de 16 mm projectados em, ou através de mecanismos óptico-esculturais ou objectos ready-made do litoral, evoca uma miríade de imagens e efeitos sensoriais que produzem um ambiente imaginário de oceano e beira-mar. Ostrovsky e Simon extraem cenas de documentários e projectam-nas em objectos que os fraccionam e manipulam, criando uma atmosfera de imagens desconstruídas que pulsam no espaço da exposição como uma memória distante da praia.

As imagens projectadas em Ocean Bazar retratam todo o leque da imagética da costa, desde a paisagem até à vida marinha passando pelas interacções humanas com a costa. Os filmes combinam material filmado encontrado na Internet (“found footage”) com material documental das próprias artistas, criando uma amálgama visual deliberada entre memórias pessoais e colectivas. Esta fusão de fontes cria uma alegre transição entre os dias de ouro das primeiras câmaras de filmar familiares (Super8 e 16mm) e as formas digitais de gravação e distribuição de imagens de hoje em dia.

Apesar de haver um namoro consciente com as imagens digitais, a práctica de ambas as artistas bem como o grosso do trabalho nesta instalação é baseada no mundo do filme e nas suas qualidades materiais e efémeras.

A forma como Vivian Ostrovsky utiliza o Super8 evoca os primeiros filmes familiares e mostra como as tecnologias obsoletas (como o filme saturado Kodachrome 40) nos dão imediatamente uma sensação de nostalgia. Filmados ano após ano na zona de Saint-Marc-sur-Mer, uma praia tornada famosa por ser o local de férias de Mr. Hulot, os seus fragmentos de filme captam momentos estranhamente divertidos e “Tatiescos” da vida no Loire-Atlantique. Ostrovsky selecciona imagens mundanas peculiares e edita-as juntamente com paisagens do litoral criando coreografias cinematográficas rítmicas e poéticas que induzem instantaneamente uma íntima familiaridade devido às características “domésticas” do Super8.

As imagens a preto e branco de Silvi Simon enriquecem as paisagens marítimas com criaturas marinhas e aves em pleno voo. O material filmado que usa é sempre projectado em objectos que ela apelida de Filmatrucs – esculturas mecânicas que alteram ou transformam o aspecto da imagem projectada e a sua percepção. Estes mecanismos simples construídos com materiais vulgares como arame, vidro, espelhos e motores eléctricos fazem lembrar as máquinas usadas nos primordios do cinema, como o Zoopraxiscópio que preparou o terreno para a invenção do projector. Se o Zoopraxiscópio foi construído a partir de um disco com lâminas de vidro espelhado que convertiam imagens individuais estáticas em movimento contínuo, Silvi Simon volta às velhas lâminas de vidro para transformar movimentos contínuos em imagens fraccionadas difusas e dispersas no espaço que rodeia o espectador.

Nesta instalação conjunta em que os filmes de Ostrovsky são projectados nos Filmatrucs de Simon e os filmes de Simon se reflectem nas projecções de Ostrovsky, as duas artistas realizadoras partilham o seu fascínio pelo cinema experimental e pela história do cinema criando um ambiente capaz de assimilar a arte cinematográfica com as artes visuais. Para além das referências históricas, a própria qualidade plástica dos filmes tem um importante papel na exibição – a sua textura granulada evoca a areia da praia e as mudanças de côr da película (devidas ao aquecimento que a lâmpada do projector provoca no filme causando o desaparecimento gradual da imagem) recriam a transição entre os diversos momentos do dia retratados nos vários filmes.

Ocean Bazar, de uma forma ao mesmo tempo divertida e imaginativa, é uma ode ao cinema - salientando e investigando as suas qualidades materiais, olhando para excertos da sua história e propondo novas interpretações para o seu visionamento.
 

Ficha Técnica

Concepção e Realização
Vivian Ostrovsky, Silvi Simon
Colaboração artística
Ruti Gadish
Produção
Jet Lag Productions / Curtas Metragens CRL
Colaboração de produção
Antonio Camara
Direcção Artística
Nuno Rodrigues, Mário Micaelo, Miguel Dias, Dario Oliveira
Coordenação de Produção e Montagem da Exposição
Davide Freitas
Montagem Exposição
Ivo Teixeira, Francisca Gonçalves, Cátia Cardoso, Janai Monteiro
Produção, Apoios Institucionais
Raquel Moreira
Apoios
Jussara Oliveira
Comunicação
Daniel Ribas
Imprensa
André Vieira
Spot vídeo Spot video
Pedro Maia
Design gráfico
João Faria/DROP

Alto Patrocínio Solar Galeria de Arte Cinemática
Ministério da Cultura, Direcção-Geral das Artes, Câmara Municipal de Vila do Conde
Apoio à Divulgação
Cision, ArteCapital.net

© 2017 Curtas Vila do Conde