Alexandre Estrela


n. 1971, Lisboa, Portugal
Vive e trabalha em Lisboa. O seu trabalho aborda questões formais e conceptuais resultantes da intersecção de imagens (video e filme) com matéria. Neste momento encontra-se a fazer um doutoramento prático sobre "o concretismo da imagem em movimento", investigação que terá a sua apresentação final na Fundação Serralves em 2013.
 Paralelamente ao seu trabalho como artista visual e professor (lecciona desde 2004 a cadeira de video na Faculdade de Belas artes da Universidade de Lisboa) dirige o Oporto um espaço em Lisboa onde programa regularmente sessões de cinema e video experimental. O seu trabalho tem sido objecto de exposições relevantes, entre as quais se destacam a antológica Stargate, Museu do Chiado – MNAC, Lisboa, 2006; Subjective Projections’ Bielefelder kunstverein, Bielefelder, 2010; Motion-seeckness, Culturgest, Porto, 2010; Uma ilha no tecto do Mundo, Galeria Marz, Lisboa 2010; Viagem ao Meio, ZDB, Lisboa, 2010; ‘Inércia,’ Meet Factory, Praga, 2009: Putting Fear in its Place, Chiado 8, Lisboa, 2008; Radiação solar e forças cósmicas, Galeria Graça Brandão, Lisboa, 2007; Shooting for a second I, ZDB, Lisboa 2005.

Formação
Residência no Domaine de Kerguéhennec, Bretanha, 2010
Residência no International Studios and Curatorial Projects, Nova Iorque, 2002-2003
Mestrado em artes plásticas, School of Visual Arts (Departamento de Artes Visuais), Nova Iorque, 1999
Licenciatura em pintura, Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa, Portugal, 1996

Exposições Individuais
2011
Rua Madalena Project, Lisboa (PT)
2010
‘O cobra verde’, Bielefelder Kunstverein, Bielefeld (DE)
‘Uma ilha no tecto do mundo’, MARZ Galeria, Lisboa (PT)
‘Téléthèque’, Instituto Franco-Português, Lisboa (PT)
‘Viagem ao meio’, Galeria Zé dos Bois, Lisboa (PT)
‘Motion Seekness’, Culturgest Porto, Porto (PT) 2009
‘Inércia’, Meet Factory, Praga (CZ)
‘Deserto Acéfalo’, In.Transit, Edifício Artes em Partes, Porto (PT)
‘Ar curvo’, MARZ Galeria, Lisboa / Lisbon (PT)
2008
‘Putting Fear in its Place’, Chiado 8 – Arte Contemporânea, Lisboa (PT)
2007
‘Radiação Solar e Forças Cósmicas’, Galeria Graça Brandão, Lisboa (PT)
2006
‘Stargate’, Museu do Chiado, Lisboa (PT)
‘Merda’, Centro Cultural Vila Flor, Guimarães (PT)
2005
‘Shooting for a Second I’, Galeria ZDB, Lisboa (PT)
2004
‘Interdigital’, Cristina Guerra Contemporary Art, Lisboa (PT)
‘Alexandre Estrela - Slow Motion’, Galeria Porta 33 Funchal (PT)
2003
‘Hear Here’, ISCP Open Studio, Nova Iorque (US) 2002
‘Seeing Stereo in Mono’, ISCP Open Studio, Nova Iorque (US)
2001
‘CrossSharing, Hi8, Turquoise Hexagon Sun’, Museu do Chiado, Lisboa (PT)
‘Alexandre Estrela - Slow Motion’, ESTGAD, Caldas da Rainha (PT)
2000
‘RTP2’, Apartamento, Lisboa (PT)

Exposições Colectivas (selecção)
2011
‘O Museu em Ruínas’, Museu de Arte Contemporânea de Elvas – Colecção António Cachola, Elvas (PT)
‘Si loin, si proche - oeuvres de la collection du Frac Bretgane’, L’Imagerie, Lannion (FR)
2010
‘Da outra margem do Atlântico’, Centro de Arte Hélio Oiticica, Rio de Janeiro (BR)
‘A culpa não é minha’, Museu Berardo, Lisboa (PT)
‘Personal Freedom’, Portugal Arte 10, Pavilhão de Portugal, Lisboa (PT)
‘Impresiones y Comentarios: Fotografia Contemporânea Portuguesa’, Fundació Foto Colectania, Barcelona (ES)
‘Um percurso, duas direcções’, Museu do Chiado, Lisboa (PT)
‘Porto: Museu Serralves’, Domaine de Kerguéhennec, Centre d’Art Contemporain, Bignan (FR)
2009
‘Forças’, Museu de Portimão e Galeria do Teatro TEMPO (Art Algarve 2009), Portimão (PT)
‘Homenagem e Esquecimento’, Fórum Eugénio de Almeida, Évora (PT)
‘The Ornamental Body’, Witte Zaal, Gent (BE)
‘Estrela Brilhante da Manh‹ / Bright Morning Star’, Galeria Zé dos Bois, Lisboa (PT)
‘Strip/Stripe’, Emily Harvey Foundation, Nova Iorque (US)
‘Psychometry (II)’, ARRATIA, BEER, Berlim (DE)
‘Psychometry’, Exile, Forum Expanded, Berlinale, Berlim (DE)
2008
‘A Chamada / The Call’, Avenida Liberdade 211, Lisboa (PT)
‘Turn Me On’, Pavilhão 28, Centro Hospitalar Psiquiátrico de Lisboa, Lisboa (PT)
‘Disarming Matter’, Dunkers kulturhus, Helsingborg (SE)
‘Parangolé: Fragmentos desde los 90 en Brasil, Portugal y Espa–a’, Museu Patio Herreriano, Valladolid (ES)
‘Múltiplas Direcções’, Museu do Chiado, Lisboa (PT)
2007
‘Fiction Vs. Reality’, Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa (PT)
‘A propos des lieux d'origine’, MUDAM, Luxemburgo (LU)
‘Stream’, White Box, Nova Iorque (US)
‘50 Anos de Arte Portuguesa’, Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa (PT)
‘Sobreposições’, Museu do Chiado, Lisboa (PT)
‘Clearly Invisible’, Centro d’Arte Santa Mónica, Barcelona (ES)
‘Prémio União Latina’, Culturgest, Lisboa (PT)
2006
‘Constelações Afectivas II’, Galeria Graça Brandão, Lisboa (PT)
‘Constelações Afectivas I’, Galeria Graça Brandão, Lisboa (PT)
‘Densidade Relativa’, Centro de Artes, Sines / CAMJAP, Fundação Calouste Gulbenkain. Lisboa (PT)
‘Não chores mais’, Plataforma Revolver, Lisboa (PT)
2005
‘Toxic’, Fundição de Oeiras, Oeiras (PT)
‘E=mc2’, Faculdade de Medicina, Coimbra (PT)
‘Del Zero al 2005’, Fundacion Marcelin Botin, Santander (ES)
2004 ‘Videozone’, Telaviv (IL)
‘Sala do Veado’, Museu de História Natual, Lisboa (PT)
‘Caldas Late Night’, Caldas da Rainha (PT)
‘50 Anos de Arte Contemporanea Portuguesa’, Museu do Chiado, Lisboa (PT)
2003
‘Post Portugal, Off Loop’ 00’, Met.Room, Barcelona (ES)
‘Otras alternativas: Nuevas experiencias visuales en Portugal’, Museo de Arte Contemporânea de Vigo, Vigo (ES)
‘Revolving Door’, Chambers Fine Art, Nova Iorque (US)
‘BM03’, Maia / Maia (PT)
‘Arquivo e Simulação – LisboaPhoto’, Centro Cultural de Belém , Lisboa (PT)
‘Dig two’, Artists Space, Nova Iorque (US)
2002
‘Super Stereo’, ZDB, Lisboa (PT)
‘Paramnésia (Parte 2)’, ZDB/Tercenas, Lisboa (PT)
‘Festival d’images artistiques video de Nimes’, Musée d’Art Contemporain Carré d’Art, Nimes (FR)
‘Expect the World , mois non plus’, Sparwasser HQ, Parkhaus Gallery, Berlim (DE)
‘Sparing Partners Academy Art Collection’, ZDB, Lisboa (PT)
2001
‘Squatters II’, Witte de With, Roterdão (NL)
‘URBANLAB – Bienal da Maia’, Maia (PT)
‘Squatters/Ocupações’, DREMN, Porto (PT)
‘7 Artistas ao 10¼ mês’, Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa (PT)
‘Novas Aquisições’, Museu do Chiado, Lisboa (PT)
‘Air Portugal 2’, The Pond, São Francisco (US)
2000
‘Air Portugal’, London Biennial, Shorditch Town Hall, Londres (UK)
‘Southern Exposure’, (ZDB), São Francisco (US)
‘Plano XXI’, G-Mac, Glasgow (UK)
‘Contaminantes Comunicantes’, SNBA, Lisboa (PT)
‘North by Northwest’, Caldeira 123, Porto (PT)
‘Electric House’, WC Container, Porto (PT)
1999
‘Selections’, SVA Gallery, Nova Iorque (US)
‘(A)casos & materiais’, CAPC, Coimbra (PT)
‘BM99’, Bienal da Maia, Maia (PT)
‘Festival Atlântico ‘99’, ZDB, Lisboa (PT)
‘Espaco 1999’, Museu Nacional de Historia Natural, Lisboa (PT)
1998
‘O Império Contra Ataca’, ZDB, Lisboa / Lisbon e /and La Capella , Barcelona (ES)
‘22/23’, dois apartamentos, Nova Iorque (US)
‘Biovoid’, Sala do Veado, Lisboa (PT)
1997
‘Jamba’, Sala do Veado, Museu de Historia Natural, Lisboa (PT)
‘A Arte, o Artista e o Outro, Fundação Cupertino Miranda’, Vila Nova de Famalicão (PT)
1996
‘Greenhouse Display’, Estufa Fria, Lisboa (PT)
‘ARCO96 (Aula do Risco)’, Parque Ferial Juan Carlos I, Madrid (ES)
1995
‘Wallmate’, Cisterna da Faculdade de Belas Artes, Lisboa (PT)
‘Finalistas 95’, SNBA, Lisboa (PT)
‘Biennale des Jeunes Artistes d’Europe Mediterranee’, Rijeka (HR)
1994
‘Independent Worm Saloon’, SNBA, Lisboa (PT)
‘Set-up’, Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, Lisboa (PT)
‘Acabamentos de Luxo’, Associação de Arquitectos Portugueses, Lisboa (PT)
‘20 000 minutos de Arte no Técnico’, Instituto Superior Técnico, Lisboa (PT)
1993
‘MS.AE.AM.HF’, Galeria Monumental, Lisboa (PT)
‘A Salvo da Luz’, Galeria da ESBAL, Lisboa (PT)
‘O que é nacional é bom’, Fórum Prior do Crato, Lisboa (PT)
‘Real Rave’, Cine-Teatro da Portela de Sintra, Sintra (PT)
1991
‘Artstrike’, ESBAL, Lisboa (PT)
‘Faltam nove para 2000’, ESBAL, Lisboa (PT)

Colecções Públicas
Museu de Serralves, Porto.
Museu do Chiado, Lisboa.
Centro de Arte Moderna José de Azeredo
Perdig‹o, Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa.
Portugal Telecom, Lisboa.
Fundação PLMJ, Lisboa.
Colecção BESart, Lisboa.
Museu de Arte Contemporânea de Elvas/Colecção António Cachola, Elvas.
Fonds Régional d’Art Contemporain Bretagne, Chateaugiron.

Alexandre Estrela é representado pela MARZ – Galeria

© 2017 Curtas Vila do Conde