arquivo pessoal de Inês Amorim

arquivo pessoal de Inês Amorim

arquivo pessoal de Carlos Santos

arquivo pessoal de Carlos Santos

arquivo pessoal de José Manuel Sá

arquivo pessoal de José Manuel Sá

arquivo pessoal Inês Amorim

arquivo pessoal Inês Amorim

Inauguração, 14 de novembro 2015, 17h30
ONDE O CORAÇÃO SE ESCONDE
Miguel Clara Vasconcelos · 2015

Objeto que esconde e guarda a memória, construído como um barco do estaleiro da minha infância. Criada em paralelo com o filme “Vila do Conde Espraiada”, esta câmara escura contém uma cidade projetada de modo diferente em três ecrãs por três pessoas que recordam Vila do Conde. As imagens originais e as histórias pertencem-lhes, comunicam com as suas memórias. O meu trabalho enquanto artista é inverso ao de realizador. Em vez de me apropriar de vivências alheias para contar uma história pessoal, ouço as próprias pessoas, ‘devolvo-lhes’ a memória contida em bobines de película. Essas bobines estavam guardadas em caixas, fechadas em armários, esquecidas em sótãos. O processo de digitalização foi também um processo de revelação de imagens de um passado comum geograficamente, mas diverso vivencialmente. Cada relato leva-nos por caminhos diferentes, cada voz transporta-nos por um corredor estreito e escuro, como é o processo de recordar um momento antigo, embora extremamente nítido do nosso passado. Participam nesta viagem José Manuel Sá, Inês Amorim e Carlos Santos.

Miguel Clara Vasconcelos
Novembro de 2015





ONDE O CORAÇÃO SE ESCONDE

Instalação vídeo · Caixa de madeira (aglomerado Superpan), L. 3,93m x A. 2,38m x C. 15,33m. No interior, três secções com L. 1,19m x A. 2,30m x C. 12,00m pintadas a preto mate, com uma projeção audiovisual cada (vídeo digital), ficheiros mp4, compressão H.264, formato 1920 x 1080 pixels, em loop, a partir de imagens em película super8 cor e 16mm cor e preto e branco, digitalizadas em 2K.

Vídeo 1. Duração 7’20’’, excertos em super8 cor provenientes do arquivo pessoal de José Manuel Sá e em 16mm a preto e branco provenientes do arquivo familiar de Inês Amorim. Voz de José Manuel Sá.

Vídeo 2. Duração 9’54’’, excertos em 16mm a cores e a preto e branco provenientes do arquivo familiar de Inês Amorim e found footage. Voz de Inês Amorim.

Vídeo 3. Duração 6’59’’, excertos em super8 cor e em 16mm a preto e branco provenientes do Arquivo Municipal de Vila do Conde, em super8 cor provenientes do arquivo familiar de Carlos Eça Guimarães e filmagens em 16mm cor de Miguel Clara Vasconcelos. Voz de Carlos Santos.

© 2017 Curtas Vila do Conde