JOÃO RUI GUERRA DA MATA
Nasceu em Lourenço Marques, Moçambique mas foram os anos em que viveu em Macau, à época uma colónia Portuguesa, que lhe despertaram o interesse pela cul- tura asiática.

Com formação na área de Design Gráfico e Tipografia, começou a trabalhar em cinema em 1995.

Em 2004 foi convidado a criar a disciplina de Art Direction / Production Design na Escola Superior de Teatro e Cinema (ESTC), tendo deixado de leccionar em 2011.

Como Art Director / Production Designer trabalhou em diversas curtas e longas metragens de vários realiza- dores, destacando-se a colaboração com João Pedro Rodrigues que se estende há 21 anos, tendo também exercido as funções de coargumentista, assistente de realização e ator com o mesmo realizador. Esta cola- boração evoluiu em 2007 para a corealização, sendo CHINA, CHINA a primeira de uma série de curtas, a que se juntou, em 2012, a longa metragem A ÚLTIMA VEZ QUE VI MACAU, um conjunto de trabalhos a que os reali- zadores gostam de chamar os seus “filmes asiáticos”.

Em 2012 realizou a sua primeira curta metragem a solo, O QUE ARDE CURA, que estreou em competição em Locarno. A sua obra foi objecto de diversas retrospecti- vas a nível mundial, nomeadamente nos EUA, Japão e Taiwan.

SANTO ANTÓNIO, uma instalação de vídeo de quatro canais, concebida em conjunto com João Pedro Rodrigues para o Mimesis Art Museum na Coreia do Sul (26/11/2013 to 9/02/2014) foi a sua primeira exposição internacional.

ALVORADA VERMELHA, curta de 2011, convidada a par- ticipar na mostra “Onde é a China?/Where is China?“, composta por obras de 27 artistas chineses e portu- gueses, exibidas em simultâneo em Pequim, no Beijing World Art Museum - Millenium Monument (16.05.2014
– 04.06.2014) e em Lisboa, no Museu do Oriente - Fundação Oriente (29.05.2014 - 06.07.2014), foi alvo de censura por parte das autoridades chinesas e retirada da exposição em Pequim.

Ainda no corrente ano, o Centro Georges Pompidou, em Paris, irá exibir todos os filmes realizados e corealizados por João Rui Guerra da Mata e João Pedro Rodrigues, naquela que será a primeira retrospectiva integral das suas obras, em França (25.11.2016 - 02.01.2017). Os reali- zadores também irão apresentar uma exposição.

© 2017 Curtas Vila do Conde