Estilhaços

Jorge Miguel Ribeiro, 2016
ANI, HD, Cor, Stereo, 16:9, 18’

“Estilhaços” é uma curta-metragem de animação que aborda a guerra colonial portuguesa, com especial foco na Guiné Bissau, e os efeitos do stress pós-traumático no seio familiar. Foi construída a partir da análise de textos, imagens e vídeos do conflito e de relatos de filhos de ex-combatentes, incluindo a experiência pessoal do realizador enquanto filho de um ex-combatente, centrada na relação entre pai e filho. Entre a ficção e o documentário, o filme cruza duas perspetivas sobre a guerra: a do pai, que a viveu, e a do filho, que cresceu a construir uma memória da guerra a partir dos relatos do progenitor.

José Miguel Ribeiro

José Miguel Ribeiro

José Miguel Ribeiro

Licenciou-se em Artes Plásticas-Pintura, na Escola Superior de Belas-Artes de Lisboa, e começou a trabalhar como ilustrador em 1990. Estudou cinema de animação na Lazennec-Bretagne, Rennes, França, e na Filmógrafo, Porto, em 1993/1994. Realizou várias curtas-metragens, entre as quais se destacam “O Ovo”, “O Banquete da Rainha”, e, em 1999, “A Suspeita”, com a qual recebeu o Cartoon d’Or 2000. Em 2004, realizou uma série de 26 episódios para crianças intitulada “As Coisas lá de Casa” e a curta-metragem “Abraço do vento”. Em 2007, funda, em conjunto com Nuno Beato e Eva Yébenes, a produtora Sardinha em Lata. Em 2009, conclui o filme “Passeio de Domingo” e, em 2010, termina a curta-metragem “Viagem a Cabo Verde”. No ano de 2011, finaliza o piloto de “O Balão Lua”, da série “Dodu – o rapaz de Cartão”. Em 2012, desvincula-se da produtora Sardinha em Lata para fundar, em Montemor-o-Novo, a Praça Filmes. Em 2014, conclui o filme "Papel de Natal". Em 2016, realizou a curta-metragem “ Estilhaços”, distinguida em diversos festivais portugueses. Neste momento, prepara um projeto de longa-metragem intitulado “Nayola”, com argumento de Virgílio Almeida, a partir do texto original “Caixa Preta”, dos escritores Mia Couto e Agualusa, em corealização com Jorge António.

© 2017 Curtas Vila do Conde