Pedro Neves Marques

Pedro Neves Marques, nasceu em Lisboa, vive em Nova Iorque. Expôs em instituições de arte como Museu Coleção Berardo (Lisboa), Contour 8 Biennale (Mechelen), PAV (Turim), Fundación Botín (Santander), Sursock Art Museum (Beirut), Kadist Art Foundation (Paris), e-flux (Nova Iorque), Sculpture Center (Nova Iorque), Fundação EDP (Lisboa) e Museu de Serralves (Porto), entre outras, bem como no DocLisboa Festival de Cinema. Estreou a sua primeira curta-metragem de ficção, Semente Exterminadora (uma produção de Curtas-Metragens CRL e Capivara Filmes), no Indie Lisboa Festival de Cinema em 2017. Junto com a artista visual Mariana Silva é um dos fundaPedro Neves Marques, nasceu em Lisboa, vive em Nova Iorque. Expôs em instituições de arte como Museu Coleção Berardo (Lisboa), Contour 8 Biennale (Mechelen), PAV (Turim), Fundación Botín (Santander), Sursock Art Museum (Beirut), Kadist Art Foundation (Paris), e-flux (Nova Iorque), Sculpture Center (Nova Iorque), Fundação EDP (Lisboa) e Museu de Serralves (Porto), entre outras, bem como no DocLisboa Festival de Cinema. Estreou a sua primeira curta-metragem de ficção, Semente Exterminadora (uma produção de Curtas-Metragens CRL e Capivara Filmes), no Indie Lisboa Festival de Cinema em 2017. Junto com a artista visual Mariana Silva é um dos fundadores de inhabitants, um canal de vídeo online para reportagens em formatos experimentais (http://inhabitants-tv.org/). É o autor da antologia antropológica The Forest and the School (Archive Books, 2015) e dos livros de ficção Morrer na América (Abysmo Editora/ Kunsthalle Lissabon, 2017) e O Processo de Integração (Atlas Projectos, 2012).

© 2018 Curtas Vila do Conde